Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Campeões ... de certa maneira

por adrb, em 04.10.08

"Espírito de Grupo" a custo zero

 

... Na realidade não é um trabalho fácil e, por vezes, até será quase impossível. Um exemplo disso foi o Real Madrid no tempo do professor Queirós, cheio de estrelas e bons valores individuais, mas um desastre em termos de grupo. ... E mais uma vez vou recorrer à minha nova experiência, o futsal. Há mais de 20 anos fui atleta da ADR Barreiros na modalidade de atletismo e este ano quis experimentar uma modalidade nova para mim, visto que fui praticante de andebol mais de 17 anos. Através de um amigo meu que me falou dos Barreiros como sendo uma equipa que não tinha o espírito "futeboleiro", fui experimentar. Na realidade, o que encontrei foi um grupo de amigos que assume a responsabilidade e o compromisso com o clube de se empenharem e jogarem como verdadeiros profissionais. Uma equipa a custo zero, muito bem liderada a nível de técnicos e dirigentes e onde os novos elementos recebem sempre carinho e um elevado espírito de grupo mal chegam para experimentar. Na realidade não são muitos os que conseguem entar para o plantel, mas isso pouco importa, porque a partir do momento em que se entra no pavilhão já nos sentimos pertencer à equipa. O espírito de grupo parte de quem dirige o clube e vai descendo parea os atletas. Só assim é possível ter uma equipa que treina e se empenha como verdadeiros profissionais a custo zero. Para construir uma boa coesão de grupo o mais importante é saber se todos têm gozo em estar naquele projecto, este será um dos primeiros princípios.                                       

                                                  in "Diário de Leiria"  de 3 de Outubro de 2008

 

                                                artigo de Ricardo Cardoso, psicólogo 

                             curso de pos-graduado em psicologia desportiva e do treino

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:05



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D