publicado por adrb | Domingo, 30 Abril , 2017, 17:51

FUTSAL_casa.png

Foram tantas as incidências do jogo que, a sermos rigorosos, bem podia esta espécie de crónica ganhar tamanho nunca visto.

E o tempo que isto demorou a escrever já foi superior ao que aguentámos sem sofrer um golo. Bola de saída e, 1, 2, 3, 4 segundos. Houve marosca pelo meio (empurrão/bloqueio) a um jogador nosso mas esse foi só o primeiro de muitos lapsos de quem devia decidir com rigor.

Um golo assim, a frio, deixa marcas. Mas nem por isso nos abalou sobremaneira. Obrigou-nos, isso sim, a assumir o jogo bem mais cedo do que seria suposto.

A jogar sempre no meio campo contrário fomos tentando descobrir caminhos para o golo perante uma equipa que parecia estar como peixe na água.

E tudo piorou com novo golo visitante. Ainda antes do 4.º minuto, numa das esporádicas saídas para o ataque, o jogador do Arnal aproveitou uma defesa incompleta de Leo para dobrar o marcador.

A meio da 1.ª parte falhámos a 1.ª ocasião para mudar o curso do jogo. Expulsão de um jogador visitante mas o melhor que conseguimos, nos dois minutos de superioridade numérica, foi um remate à trave, por David.

Em cima do intervalo novo revés. Cunca, já amarelado, acabou expulso por chutar uma bola depois do árbitro apitar. O tal rigor que faltou lá atrás não faltou aqui. Num jogo onde o cronómetro pára não faz sentido tanto zelo.

Resistimos, em inferioridade, nos escassos segundos que faltavam para o intervalo mas cedemos logo no início do tempo complementar.

 

A perder por três golos nem assim demos a empeitada por acabada. Não nos custa reconhecer que era um domínio consentido de uma equipa a quem tudo corria bem.

Mas esperáva-nos nova contrariedade. Caseiro, dono da baliza na 2.ª parte (ou em parte dela ...) discutiu uma bola junto à linha lateral. Aceita-se a falta mas daí à expulsão ... francamente!

Estávamos no 4.º minuto e, de novo, em inferioridade numérica.

Desta vez, porém, resisitimos sem maiores danos.

Sem nada a perder partimos para o 5x4, ainda com muitos minutos para descontar no cronómetro. E foram inúmeras as situações de finalização que criámos. Telmo esteve em particular destaque. À sua conta terá feito duas mãos cheias de remates. Uma boa parte, ao lado (por pouco, é certo) outras defendidas pelo GR.

De tanto ir à fonte acabámos por partir o cântaro. Telmo desta vez foi feliz, decorria o minuto 15.

O golo deu-nos ainda mais alento e, até aos últimos segundos, não deixámos de acreditar.

Mas os números, que já eram cruéis, ganharam ainda maior expressão nos últimos segundos, numa fase em que tudo tentávamos.

Ressalve-se, para terminar, a atitude da equipa. A perder, desde tão cedo, nunca se entregou tentando superar as dificuldades naturais criadas por uma equipa tarimbada.

E depois, duas expulsões no mesmo jogo, em quaisquer dos casos sem conduta violenta a recriminar ... Se dissermos que em toda a época tínhamos sofrido uma expulsão ... 


Untitled Document

 

P A L M A R É S

Época

Escalão

Título

2015//\6

SENIORES

VENCEDOR DE SÉRIE

2012/13

JUNIORES

CAMPEÃO DISTRITAL

2012/13

JUNIORES

1.º CLAS. ZONA NORTE

2010/11

INICIADOS

Vencedor TORNEIO ENCERRAMENTO

2010/11

JUVENIS

Finalista TAÇA DISTRITO

2010/11

JUNIORES

Vencedor TORNEIO ENCERRAMENTO

2010/11

JUNIORES

1.º CLAS. ZONA CENTRO / VICE-CAMPEÃO

2009/10

 

CLUBE EXCELÊNCIA FORMAÇÃO – AF LEIRIA

2009/10

INICIADOS

CAMPEÃO DISTRITAL

2009/10

INICIADOS

1.º CLAS. ZONA NORTE

2009/10

INICIADOS

Vencedor TAÇA DISTRITO

2008/09

INFANTIS

VICE-CAMPEÃO DISTRITAL

2008/09

INFANTIS

1.º CLAS. ZONA NORTE

2008/09

JUVENIS

CAMPEÃO DISTRITAL

2008/09

JUVENIS

1.º CLAS. ZONA NORTE

2007/08

INFANTIS

CAMPEÃO DISTRITAL

2007/08

INFANTIS

1.º CLAS. ZONA NORTE

2006/07

INICIADOS

Vencedor TORNEIO ENCERRAMENTO

2004/05

JUNIORES

Finalista TORNEIO ENCERRAMENTO

 

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
13
14
15

16
17
18
21

23
24
25
27
29



origem
badge
blogs SAPO
Próximos Jogos